Informações De que forma Tomar O Homem (ou A Mulher) De

16 Mar 2019 00:53
Tags

Back to list of posts

<h1>Startup Premiar&aacute; Melhor Ideia Para Dominar O 'marido Dos Sonhos'</h1>

[[image https://78.media.tumblr.com/a8dd8d92ef4e6c0e32c7a6670d6a9eac/tumblr_ooxz2feIry1v0sdl4o1_500.png&quot;/&gt;

<p>M&atilde;e, esposa, personal trainer e apto de virar um pneu de 350 quilos. A capixaba Fl&aacute;via Carvalho Bispo, 34 anos, nem ao menos imaginava que acharia envolvente arrastar um carro, ou participar de uma corrida carregando uma tora de 30 quilos em cada bra&ccedil;o. Ainda mais quando lembra o passado de gordinha.</p>

<p>“Nunca amei de academia. Um dia falei para meu marido, ex-fisiculturista, que queria fazer uma lipo pra perder calorias. Ele pediu um ano pra me treinar”. Ela seguiu &agrave; risca o treinamento e a dieta prescritos pelo companheiro e se apaixonou pelos treinos cada vez mais pesados. Manoel Dias De Oliveira muscula&ccedil;&atilde;o de academia, Fl&aacute;via passou, h&aacute; 3 anos, para treinos de powerlifting, ou levantamento essencial de peso.</p>

<p>Pouco tempo atr&aacute;s, conheceu o strongman, esporte em que se usa pot&ecirc;ncia e t&eacute;cnicas para tombar pneus, suspender pesadas bolas Atlas ou correr carregando troncos de dezenas de quilos. A Arte De Um Sedutor &eacute; recente no Brasil e ainda h&aacute; poucos locais pra realizar - toda a apoio de treino de Fl&aacute;via vem do levantamento de peso.</p>

<p>“Se eu tivesse isso no quintal ia me divertir todo dia. Meu desafio j&aacute;, al&eacute;m apanhar t&eacute;cnica para levantar a bola Atlas, &eacute; puxar caminh&atilde;o. Prontamente puxei ve&iacute;culo e caminhonete. Ve&iacute;culo prontamente &eacute; descomplicado demais”, se diverte. “Quando eu comecei, pensei ‘quero continuar forte’. Em tal grau os homens quanto as mulheres admiram a pot&ecirc;ncia. Isto vicia”, diz Fl&aacute;via. Considera&ccedil;&otilde;es, ela diz que s&oacute; recebe de uma ou outra mulher. “Meu marido adora, meu filho descobre o m&aacute;ximo.” Por&eacute;m diz que ainda &eacute; mais dif&iacute;cil atrair mulheres pros esportes de pot&ecirc;ncia do que homens. “As gurias dizem que t&ecirc;m temor de espantar homens se ficarem mais fortes que eles.</p>

<ul>
<li>&quot;A Mega-Mans&atilde;o do Slugsworthy (BR)</li>
<li>16/10/2009 - 13h01 - O Que Rola</li>
<li>&quot;&Aacute;rea Cinq&uuml;enta (BR)&quot;</li>
<li>&quot;Coquette&quot; Guy Lombardo Calixto e Mimosa 01:36</li>
<li>vince e seis Re: Mais um</li>
<li>Captar o que est&aacute; acontecendo no local e ter controle sobre o que ocorre em sua volta</li>
</ul>

<p>Ningu&eacute;m se imagina puxando uma caminhonete ou fazendo um levantamento terra com 150 quilos num campeonato”. Maria Moura da Silva, trinta e sete anos, personal trainer, entrou “por brincadeira e curiosidade” no strongman. Como o marido tamb&eacute;m treina pra modalidade e agora det&eacute;m equipamentos, como os pneus. Pr&oacute;ximo com ela, praticam outros 8 beb&ecirc;s. “Estou pegando adoro na modalidade, acho divertido. Como n&atilde;o tem mulheres competindo, &eacute; diferente”, confessa.Maria, que neste momento faz treinos de pot&ecirc;ncia h&aacute; 12 anos. “&Eacute; uma modalidade compat&iacute;vel com um corpo humano feminino.</p>

<p>Se tem poucas mulheres, n&atilde;o &eacute; nem por preconceito, contudo falta de incentivo, falta de exemplos. &Eacute; formoso Tr&ecirc;s Simpatias Para Alinhar Namorado R&aacute;pido E Com Sucesso isso, apresenta uma adrenalina”, diz a cearense radicada em Minas. Se historicamente a pot&ecirc;ncia &eacute; associada aos homens, prontamente h&aacute; quem tente desconstruir o mito. A PhD em sociologia da ci&ecirc;ncia e recordista mundial de powerlifting, Mar&iacute;lia Coutinho, faz um paralelo com o mito de Gaia, a deusa que os gregos associavam &agrave; Terra: criadora e acolhedora, entretanto apto de desenvolver maremotos e vendavais. “Para mim, a for&ccedil;a &eacute; transcend&ecirc;ncia. A pot&ecirc;ncia tem tudo aquilo que &eacute; mais essencialmente feminino - os arqu&eacute;tipos de deusas refletem isto.</p>

<p>N&atilde;o tem nada de violento nela, ser potente &eacute; ser pac&iacute;fico. Poder gera mais agressividade do que a pot&ecirc;ncia. N&atilde;o obstante, h&aacute; diversas barreiras a vencer ainda. “As mulheres s&atilde;o mais intimidadas a se engajar na gra&ccedil;a, mesmo na hora de praticar uma atividade f&iacute;sica”, alega. “Uma mulher gastar muito da energia dela em algo t&atilde;o social n&atilde;o &eacute; muito bem visto. O que &eacute; se constatar bem com o corpo? Pra Mar&iacute;lia, h&aacute; um grande espa&ccedil;o para mulheres nos esportes de for&ccedil;a, por conta de caracter&iacute;sticas que podem atra&iacute;-las.</p>

<p>“Levantamento de peso &eacute; meditativo, uma coisa de dirigir-se para dentro de si. Tudo que empodera, liberta. Mesmo um idoso &eacute; mais feliz se &eacute; robusto, em raz&atilde;o de se torna independente”, diz Mar&iacute;lia. “&Eacute; circunst&acirc;ncia sine qua non para ter paz. Preconceitos, ela garante que n&atilde;o enfrenta v&aacute;rios. “Mas homem n&atilde;o gosta de treinar junto, por causa de bate 6. Tir. S&atilde;o Paulo eu erguer mais peso do que eles. Onde eu treino prontamente est&atilde;o acostumados, mas se preciso treinar em outro lugar, eles n&atilde;o querem dividir o aparelho, por exemplo”, diz. Como v&aacute;rias atletas, ela n&atilde;o pode se dedicar unicamente ao esporte.</p>

<p>“De manh&atilde;, trabalho como recepcionista numa academia, treino &agrave; tarde e estudo Educa&ccedil;&atilde;o F&iacute;sica &agrave; noite”, diz &Eacute;rica. Rec&eacute;m-chegada de um campeonato mundial de onde voltou com medalhas, ela conta que as atletas russas usam maquiagem at&eacute; durante competi&ccedil;&otilde;es. Acho que o segredo est&aacute; na maquiagem”, brinca. “Nessa hora, eu nem imagino se estou esquisita, esbelta.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License